Saturday, July 27, 2013

Repensando o ensino e a aprendizagem de línguas com minha amiga Magda Silva

Os livros que ensinam pessoas a se tornarem professores de línguas estrangeiras normalmente têm o foco em ensino de pronúncia, regras gramaticais, vocabulário, compreensão de textos orais e escritos, repetições, dinâmicas para as aulas e outras técnicas didáticas. 

Mas será que o foco tem que ser sempre apenas nessas coisas?

Essa pergunta surgiu após conversas com a Magda Silva, minha antiga diretora do Programa de Português da Duke University. Aproveitando as duas semanas que ela está aqui na minha cidade com um grupo de alunos, refletimos muito sobre nossas aulas de línguas e vimos as diferenças entre as minhas aulas aqui no Brasil e as aulas lá na Duke. Ela me disse que a língua é apenas um INSTRUMENTO e não um fim. Após essa afirmação, uma comparação me veio em mente: De que adianta eu ter um piano na minha sala se eu não sei tocá-lo e nem sei para que serve?

É como se eu ensinasse apenas sobre o piano...
 

... ao invés de ensinar a tocar e sobre a importância da música na vida das pessoas

Instrumento e Fim. Essas duas palavras me levaram a uma nova aprendizagem: o foco das minhas aulas. Quero mudar de aulas que visam apenas tratar da língua (acho que venho mudando isso nas minhas aulas há alguns anos, mas ainda preciso mudar mais) para tratar de assuntos mais relevantes para a educação. Para tanto, pretendo planejar minhas aulas com temas que ajudem meus alunos a aprenderem a ser cidadãos socialmemte responsáveis, conscientes sobre a sustentabilidade, educadores, apreciadores da cultura local, valorizadores da língua materna e consumidores críticos.

Também quero ajudar meus alunos a pensarem criticamente e analisarem os motivos de tudo a nossa volta. Por que estamos aprendendo isso? Aonde queremos chegar assim? Que objetivos queremos alcançar com nossas atitudes? O que queremos ensinar para nossos alunos? Que futuro desejamos?

São muitas perguntas e muitas ideias para um novo período que começa em minha carreira. Não será fácil, mas pretendo experimentar essa mudança para alcançar resultados positivos e ajudar a melhorar a educação no Brasil.

Magda, minha amiga, muito obrigada por duas semanas de tanta reflexão e aprendizagem sobre educação!


Eu e Magda com o Rio Guamá


Você também reflete sobre suas aulas com seus amigos professores?

Até breve!

3 comments:

Anonymous said...

Easier said then done...

Cintia Costa said...

It is true, but I will try.

Speak Up said...

Olá Cintia,
muito oportuno o seu artigo. Concordo contigo...acredito que este é o caminho. Que Deus te abençoe! Felicitações!!! Paz e bem!!!